O sexo anal é a penetração do pênis no canal anal durante as práticas sexuais, ocorre em relações sexuais entre homossexuais e heterossexuais. Este é um tema com muitas controvérsias, tabus e medos.

Diante da necessidade de informações a respeito do sexo anal, a fisioterapeuta e sexóloga Fabiane Dell` Antônio formulou um questionário sobre o assunto que foi respondido por clientes que compram produtos sensuais num site de revenda brasileiro. A pesquisa foi realizada no mês de outubro/novembro de 2017, sendo convidado a responder somente quem já praticou ou pratica sexo anal.

Nesta pesquisa participam 260 pessoas, sendo que 80,4% são mulheres e 19,6% homens.

Em relação a frequência que realizam sexo anal por mês, verificou-se que 40,4% realizam de 1 a 4 vezes, já para 19,2% dos entrevistados relatam que algumas vezes não realizam no mês, 11,2% disseram que realizaram poucas vezes e não querem mais, e 10,8% disseram que faz mais de 90 dias que não realizam sexo anal.

Realizou-se uma questão para saber como o sexo anal é para o entrevistado, sendo que a resposta era apenas uma alternativa de escolha, nesta 39,2% dos participantes avaliam o sexo anal como ótimo, 14,6% dizem que é muito bom, e 13,8% classificam o sexo anal como bom em relação ao prazer. Mas para 12,3% o sexo anal é regular, 11,2% relatam que é ruim e 8,8% avaliam como horrível.    

 

Conclui-se que a maioria dos compradores de produtos sensuais que participaram da pesquisa e são praticantes do sexo anal foram mulheres. Observou-se que a idade dos participantes não é um fator determinante para praticar o sexo anal dos 21 aos 38 anos, mas estar casado pode contribuir para a realização desta prática. Identificou-se que o tempo do relacionamento não interfere na escolha desta prática, e que a frequência da realização do sexo anal pelos entrevistados varia entre 1 a 4 vezes ao mês.

A maioria dos entrevistados classificaram o sexo anal como sendo bom, muito bom e ótimo para sentir prazer (67,6%).

Recomenda-se o uso de camisinha e lubrificação externa nas práticas sexuais anais para manter a saúde local e promover o prazer e satisfação do casal.

Fonte: Hottflowers